Agora No Prazer
quinta-feira, abril 03, 2008


Era uma tarde de quarta-feira, quando passei na livraria pra ver o que tinha de novidade, comprei uma revista e fui ao café, foi folheando algumas páginas que percebi alguém me olhando, ela deu um lindo sorriso, seus olhos faiscavam, tinha uma beleza de menina mulher, o corpo lindo, usava um decote provocante, mas nada vulgar, fiquei imediatamente atraído por aquela moça dos olhos enigmáticos.

Fui a mesa dela e perguntei se podia acompanhar, ela consentiu e ali começamos uma conversa, parecia que já conhecia há tempos, a conversa fluia entre risos e troca de olhares, percebi que a atração era mútua, ali trocamos os nossos e-mails, chegando corri pra acessar o msn e continuar a conversa com aquela mulher que não saia da minha cabeça.

Ela me disse que era casada, que nunca havia traído o marido, mas assumiu a atração e confidenciou uma fantasia que tinha em transar com um desconhecido, havia um feriado próximo, e o marido dela iria viajar, conversamos todos os dias até eu sugerir um encontro nesta data, ela disse estar um pouco nervosa, mas querendo tanto quanto eu aquele encontro.

Marcamos então domingo a tarde, demos uma volta no parque... ela usava o cabelo amarrado, uma bermuda branca e um top, ali eu vi melhor suas curvas que me chamaram ainda mais atenção.

- Você é mais bonita ainda que eu lembrava - falei enquanto cumprimentava dando dois beijos, o cheiro dela era doce, aquela mulher me tirava o ar.
- Obrigada! - ela respondeu um pouco tímida e nervosa.

Tomamos um suco e eu a convidei pra ir até o meu carro, não tava aguentando de tesão, quando entramos no carro, eu me aproximei e não dei tempo pra qualquer conversa, segurei na nuca dela e roubei um beijo que foi mais que correspondido. Um beijo ardente, chupava os lábios dela em cima, em baixo, sentia a lingua dela tocando a minha, a nossa respiração ofegante. Comecei então a acariciar o corpo dela todo, passava a mão em suas coxas, barriga, ia subindo até os seios, os biquinhos estavam furando a blusa, passava a unha neles sentindo ficar cada vez mais durinho, tava doido pra baixar aquela blusa e ali mesmo mamar naqueles seios. Entre caricias e gemidos a convidei pra ir pra outro lugar que a gente pudesse ficar mais a vontade, ela concordou e fomos pra um motel, entramos no quarto e encostei ela na parede, voltando aquele mesmo beijo, dessa vez apertando mais, pressionando o meu pau entre as pernas dela, tava estourando na calça. Beijava o pescoço, chupava, mordia, ela cada vez mais entregue, derretendo naquela parede, baixei a blusa dela e comecei a mamar os seios, mordiscando de leve, passando a lingua ao redor do biquinho, coloquei todo na boca e mamava encaixado na perna dela apertando mais o meu pau, passava a mão na bucetinha por cima da calça, pressionava e soltava, passando de um peito ao outro.

Desabotoei a sua calça e desci a mão por dentro da calcinha, passava o dedo na entrada da bucetinha que tava toda encharcada, circulei o dedo pressionando na entrada, sentia a bucetinha latejando, ela segurou a minha mão e engoliu o meu dedo, se contorcendo de prazer ela gemia, eu eu beijando os seios, a boca, tava alucinado de tesão, fodia ela com o dedo, fazia entrar e sair devagar, metia todo dentro e mexia, ela desabotou a minha calça, baixou a cueca, fazendo o meu pau saltar de tão duro. Começou a bater uma punheta deliciosa... eu tirei toda a minha roupa e a dela, fui beijando o seu corpo e me ajoelhei entre as pernas, abri bem a bucetinha e comecei a lamber, primeiro meti a lingua dentro, queria sentir escorrendo na minha boca, depois tirei a lingua e subia pela bucetinha, passava a lingua em volta do grelinho, batia com a lingua em cima dele, ela segurava a minha cabeça e se esfregava, eu abri bem a bucetinha e comecei a mamar naquele grelinho gostoso, inchadinho... passava a cabeça do meu pau melada na sua perna, e mamava sem parar, até sentir ela gozar na minha boca....

Eu esperei ela acalmar um pouco a respiração e levei ela pra cama, coloquei ela de 4 pra mim, encaixei o pau na entrada da bucetinha e meti de uma vez, bombava forte naquela bucetinha, segurando o quadril dela apertando com força, ela rebolava no meu pau gemia alto, pedindo mais e mais... gozamos os dois juntos e ficamos deitados ali naquela cama em silêncio... nos abraçamos e nos beijamos... e esse foi só o primeiro encontro de outros que ainda estariam por vir....

Nas Garras do: Felino ás t 4/03/2008 **

terça-feira, fevereiro 27, 2007


O telefone toca na hora que acabo de chegar em casa e mal tenho tempo de dar o beijo que eu passei o dia todo esperando. Vou ter que esperar mais alguns minutos.
-Quem é amor? (pergunto ansioso pra saber quanto tempo ainda terei que esperar....)
- É o meu pai! (vc responde já sabendo da minha ansiedade e dá um sorriso malicioso... vc lê os meus pensamentos)
Eu sento e fico esperando... vc conversa e me olha... pisca o olho... manda beijo... como vc é linda... vendo vc me provocando assim fico cheio de desejo e a pressa pra que vc desligue logo aumenta, mas parece que não vai terminar logo...
Vc ri e me provoca ainda mais... baixa a alça de um lado da blusa e passa a mão no ombro no pescoço... na cadeira perto vc apoia uma perna e fica acariciando a própria coxa.... vc sabe como me deixar maluco.
Levanto e me coloco atrás de vc... vc faz sinal pra eu sair....
- Quem mandou vc me provocar? (sussurro no seu ouvido...)
Beijo o seu ombro e baixo a outra alça... faço uma breve massagem enquanto beijo a sua nuca.... percebo a sua respiração se alterando e a dificuldade em continuar a conversa.
- Oi? hã? Desculpa pai eu não entendi direito. (vc tenta me afastar pra conseguir continuar a conversa e eu gosto do jogo.... é claro que eu não vou parar).
Vc continua a conversa enquanto passo a mão por dentro da sua blusa na sua barriga....trago o seu corpo pra colar no meu e para vc sentir como já estou excitado... sua respiração vai ficando cada vez mais ofegante... levanto a sua perna pra cadeira que estava apoiada e passo a mão na parte interna na sua coxa... na virinha... de vez em quando encosto no seu sexo... vou ficando mais excitado ainda...
Vc suplica com os olhos pra eu parar, eu te digo que não... foi vc que começou agora tem que arcar com as consequências... a mão que tava na sua barriga vai subindo até os seios que já estão rijos... hummmmmmmm... que delícia!!!! Eu sou louco por vc....
Alterno entre os seus seios.... aperto, acaricio.... e concentro a outra mão agora só na virinha... entrando um pouco pra dentro da calcinha que já está úmida... vc não consegue controlar o gemido.
- Desculpa pai, mas preciso desligar agora... (vc inventa alguma desculpa e desliga... mas fica na mesma posição, levanta o braço e puxa a minha cabeça pro seu pescoço...)
- Não pára (vc pede com a voz embargada de desejo....)
Agora entro com a mão toda na sua calcinha e sinto vc encharcada... começo a fazer movimentos circulares com o dedo... depois descendo e subindo... meu pênis está latejando... vc leva a mão pra trás e acaricia pro cima da calça... coloco o dedo dentro de vc... agora vc geme alto e se vira pra mim... nos beijamos como loucos cheios de desejo, enquanto vou tirando a sua roupa... vc abre o botão da minha calça e baixa o zíper... me empurra pra cadeira e começa a me chupar... vc vai me devorando.... sua boca é gostosa demais....
Puxo vc e peço pra vc sentar em cima de mim... hummmmm... como vc tá quente e molhada... vc senta e controla os movimentos.... enquanto eu chupo os seios e acaricio as suas pernas....
O nosso gozo vem junto... nos abraçamos e ficamos um tempo assim... até a respiração se acalmar.
- Pronto meu amor, agora vc já pode retornar a sua ligação (vc sorri e me beija mais uma vez...ahhhhh... como eu te amo).

Nas Garras do: Felino ás t 2/27/2007 **

quarta-feira, janeiro 31, 2007


Depois de uma noite de pura sedução, vontade saciada, loucuras feitas e ditas, acordo com vontade de vc novamente.... ficamos nos falando, lembrando... ouço vc dizer que tá excitada e com vontade de fazer tudo de novo.... vc sai pra almoçar e eu estou te esperando, surpresa!!!! inventa alguma coisa porque hoje a tarde vc é minha.... entramos no carro e no beijo o nosso corpo já começa a pegar fogo.... temos que sair daqui... ir pra um lugar mais reservado... mas é difícil parar.... passo a mão entre as suas pernas.... vc pede pra sair e ir pra um lugar onde possamos matar toda a vontade!!!!!!

Vou guiando para um motel, enquanto vc passa a mão pra sentir o volume da minha calça que tá estourando... abre o botão, desce o ziper e coloca a mão dentro da cueca.... sorri ao constatar que tá muito duro... safada!!!!! Vc fica alisando o meu membro, assim é difícil dirigir....

Chegamos ao motel e vc me empurra o sofá dizendo que quer matar a sua fome.... tiro a minha roupa e sinto vc abocanhando o meu pau.... me devorando com muita fome, vou sentindo a sua boca quente me engolindo... pedindo o meu leite.... com as suas unhas cravadas na minha coxa eu te dou o leite que vc tanto pediu.... hummmmmmmmmm.... vc lambe deliciosamente.... gostosa!!!!!!

Agora é a minha vez de matar a fome.... tiro toda a sua roupa e beijo todo o seu corpo, suas curvas.... mas vc está com urgência... nada de muitas preliminares hoje.... agarra meus cabelos e me conduz ao seu sexo.... hummmmmmm... muito molhada.... eu abro bem e passo a ponta da língua no clitoris... pra judiar de vc um pouco.... mas vc não aceita... puxa a minha cabeça contra o seu sexo e pede mais.... escorrego vc um pouco mais no sofá e coloco a suas pernas sobre o meu ombro.... começo a me deliciar com o seu gosto.... sugando todo o seu mel com a boca enquanto penetro vc com uma das mãos a outra tá apertando os seus seios... meu pau tá latejando de novo.... pedindo mais de vc.... inverto a posição das mãos a que estava te comendo passa pelos seus lábios pra vc sentir tb o seu gosto delicioso..... mordendo e chupando os meus dedos vc tem o primeiro orgasmo na minha boca tb!!!!!!!!!!

Paramos um pouco e nos abraçamos... os nossos corpos suados, a respiração ofegante, os beijos ardentes.... queremos mais.... vamos pra cama....

Deito sobre vc e meto tudo de uma vez.... metendo cada vez mais forte enquanto mordisco os seus seios.... vc gemendo, gritando.... pedindo o meu leite agora dentro do seu sexo.... sem parar de falar sacanagens vc pede cada vez mais.... vc fica uma delícia quente assim.... tenho que me controlar pra não gozar rápido e ficar nesse movimento delicioso o maior tempo possível... sinto sua língua no meu peito.... suas mordidas.... vou acelerando os movimentos e comendo vc com força... não sei se os seus gritos são de dor ou prazer... acho que a mistura dos dois.... mas vc pede mais e mais....

Vc me empurra e deita por cima.... sem rodeios senta no meu pau.... louca de vontade, rebola, sobe, desce.... enquanto eu aperto os seus seios, agarro firme a sua cintura pra dar mais força ao movimento.... com gemidos e gritos vc anuncia o gozo as suas pernas estão tremendo... mas seguro vc firme até gozar dentro de vc tb....

assim matamos a nossa fome imediata, porque a fome definitiva, vc e eu sabemos... essa não tem fim!!!!!!!

Nas Garras do: Felino ás t 1/31/2007 **

sexta-feira, novembro 24, 2006


Amor... Hoje estou triste... Nesses dias
a vida de repente se reduz
a um punhado de inúteis fantasias...
... Sou uma procissão só de homens nus...

Olho as mãos, minhas pobres mãos vazias
sem esperas, sem dádivas, sem luz,
que hão semear vagas melancolias
que ninguém vai colher, mas que compus...

Amor, estou cansado, e amargo, e só...
Estou triste mais triste e pobre do que Jó,
- por que tentar um gesto? E para quê?

Dê-me, por Deus, um trago de esperança...
Fale-me, como se fala a uma criança
do amor, do mar, das aves... de você!

(JG de Araujo Jorge - 1969)

Nas Garras do: Felino ás t 11/24/2006 **

quarta-feira, outubro 18, 2006


O que seria da sensualidade se não houvesse alguém de amor puro paradar sentido à ela?Momentos vazios, sem a presença daquele que pode ver a beleza emdetalhes esquecidos na correria da rotina. Um relacionamento se perdesem encontrar sua identidade na simplicidade sensual de estar juntos.Reconhecê-la é a melhor parte da convivência a dois e quando há amor ecumplicidade, se torna por vezes intensa a ponto de tomar o fôlego eperder a razão.
Como não ver sensualidade na maneira doce de te ouvir cantar, e pensarnos seus sussurros de prazer...
Na sensualidade doce de vê-lo lambuzado de sobremesa e querer lamber ocantinho dos seus lábios, apenas para provocar-te...
Como não reconhecê-la no hálito fresco que invade meu rosto, docoração que salta a boca, de um segundo que antecede o seu beijo?
Estremecer lentamente enquanto sua mão percorre meu corpo, sentindo ospêlos ouriçarem de puro deleite?
Seu lábios molhados encaixados em meus seios, tirando dele toda amaciez cultivada apenas para o seu prazer...
Como não sentir a sensualidade chamando de dentro da sua respiraçãoacelerada, clamando por mais beijos em sua nuca?
Vejo-a enquanto percorres sua língua do colo a virilha, num movimento único e lento... Quente à sua temperatura, mas que ferve minha boca, deixando-a seca...
No ato, e que ato!!!!! Explosão do corpo tomada em suor...
Sensualidade das gotas que escorrem suas costas lisas e claras, que metomam de uma vontade incontrolável de marcá-las com minhas unhas, numímpeto de te chamar ao grito, à fúria... Me tomando em seus braços, edelicadamente feroz, me pega de supresa...
Sensualidade que entra e sai dos nossos corpos, de sentí-lo dentro demim, latejando, no silêncio de nossas almas que habitam as estrelas edeixam com que o instinto nos proclame escravos do desejo...
Eu encontro-a em ti, você a busca em mim... Precisamos um ao outro para dá-la sentido... Para descobrir a paixão nos pequenos momentos de sensualidade observada... Para saber que não há mais vida se não nos consumirmos até a exautão.
Post By Cheshire Cat

O "prazeres felinos" mal nasceu e já mudou a cara... quero agradecer mais uma vez a Labellaluna pela gentileza... :)

E para reinaugurar, pedi a minha amada felina que me desse o prazer de uma postagem...(suspiros). Adorei meu amor, sonho acordado com vc o tempo todo....te amo demais!!!

Nas Garras do: Felino ás t 10/18/2006 **

domingo, outubro 08, 2006



Tua boca...sim... tua boca...
O desejo tomou conta de mim ao beijar tua boca.
Sim...os meus lábios ainda pressentem o próximo toque dos teus.
Boca linda...lábios vermelhos... desejo trazer junto comigo sempre esse sabor de mulher.
Encostei meus lábios nos teus, as bocas se juntaram e se encontraram tão belas, tão ansiosas, tão ávidas...
Bebi ali todo o teu veneno...bebi ali todo o teu desejo...
Dali, tua pele, sensí­vel ao toque, se desvendou para minhas caricias... meus lábios tocaram a tua pele...lábios, peregrinos, visitaram seus refúgios...
Linda mulher...lindo desejo... deixei algo de mim no teu beijo que não recupero jamais...
Entrei no teu quarto. Sentada na cama de calcinha e camiseta, cabelos soltos...beleza sem par...a materialização da fêmea...linda como nunca... fêmea.
Tu falavas e eu...embriagava-me de ti...embebia-me de ti...prendia-me o olhar...um ar de sedução...beleza... fascí­nio.. calor...
Soltei o pensamento...- te quero... recebi a tua mão no meu rosto e a caricia me tocou por dentro. Entreguei-me. Deitaste sobre meu corpo...um beijo na minha boca...suave... mulher apaixonada...rendida à magia...
Um seio para fora, colocado sobre meus lábios. Lábios secos aveludados...Percorrendo lentamente a auréola. Lábios macios...Tocando a ponta dos mamilos. Gemidos... murmúrios...arrepios...dentes sem força...ponta da lí­ngua...leve...corpo perfeito.
As minhas mãos percorrendo a geografia da pele. A topografia da carne. A ponta dos dedos...a palma das mãos, em lenta progressão, por caminhos indecifráveis. Penugens...dos braços... das pernas...das coxas...calor, teu corpo esta quente.
Cheiro de fêmea...fragrância... Prazer. Sabor. Todos sentidos presentes.
Deitei-me sobre ti. Tua coxas me tocam os flancos. As bocas que se encontram, lí­nguas que se integram. Sexos que se tocam, águas que se misturam. Braços que se enlaçam.
O beijo percorre teus dentes. Meus dentes pressionam teus lábios. Súbito um beijo de carinho no meio do ardor. Como para buscar a alma neste mundo de presenças.
As mãos penetram nos cabelos, sucessivos beijos nas faces, nos olhos, nos lábios. Confiança de ser minha. Certeza de ser teu. Palavras de carinho e amor. Os lábios viajam pelo rosto, enquanto pernas e braços se enlaçam, se acolhem, se apertam... e então um beijo profundo, um doce sabor...
Encontro de águas.. sugo teu espirito para dentro de mim...entrego o meu para ti...os dois se integram num só, na junção dos plexos solares. Não estamos mais ao ní­vel da pele. Tua boca exige minha boca.
Os ventres se movem em procura de encontro. A pele se abre na mistura das carnes. Músculos que se apertam. Não existe mais qualquer conceito de distancia. As línguas desejam lamber...os dentes desejam morder...a boca deseja sugar...o pescoço... os ombros...os braços... o colo...
Mordendo e lambendo as axilas...abocanhando firme os teus seios. Sugando pra dentro da boca, extraindo deles o leite... a língua, dentro, beijando.
Mordo, te machuco. Você me arranha as costas...puxa os cabelos...as pernas me apertam...diz que me quer...
Eu paro...beijos de carinho... na ponta dos seios. No colo, na boca. Te quero... Te amo...
Retomo o fervor. Alcanço teu sexo. Te beijo com os meus lábios os lábios da tua vulva. A virilha... o anus... a lí­ngua... a saliva...a ponta da lí­ngua...a lí­ngua teira...
Estremeces... imploras... encontro tua fonte... e vou lá no fundo beber tua água...muita água... e trago pra dentro de mim...saciando a sede de teu sabor.
Eu mordo... tudo. A lí­ngua .Chego no ponto certo. A boca...a língua...os dentes...tu gritas....inicias um frêmito crescente...
Puxo teu corpo para cima do meu. Com os dedos afasto teus lábios e entro em ti até o fundo. Tu me engoles... me comes...o ritmo cresce....um grito da alma...no fundo... paramos.
As bocas se igualam...te encho de leite. Lágrimas... soluços... abraço apertado...carinho...- te amo. Relaxas...Adormeces em cima de mim.
(Alex Fagundes)

Nas Garras do: Felino ás t 10/08/2006 **

quinta-feira, outubro 05, 2006


Teu corpo claro e perfeito

Teu corpo claro e perfeito,

Teu corpo de maravilha,
Quero possuí­-lo no leito
Estreito da redondilha...

Teu corpo é tudo o que cheira...Rosa... flor de laranjeira...

Teu corpo, branco e macio,
é como um véu de noivado...

Teu corpo é pomo doirado...

Rosal queimado do estio,
Desfalecido em perfume...

Teu corpo é a brasa do lume...

Teu corpo é chama e flameja
Como à tarde os horizontes...

É puro como nas fontes
A água clara que serpeja,
Quem em antigas se derrama...

Volúpia da água e da chama...

A todo o momento o vejo...
Teu corpo... a única ilha
No oceano do meu desejo...

Teu corpo é tudo o que brilha,
Teu corpo é tudo o que cheira...
Rosa, flor de laranjeira...

(Manuel Bandeira)

Nas Garras do: Felino ás t 10/05/2006 **

 
Link o Prazer
 
 
 
 
PRAZER DA MÚSICA
 
3 Doors Down
Let Me Go
 
 
3 Doors Down / Let Me Go
 
Intimidade Felina
 
Prazeres Passados
 
Era uma tarde de quarta-feira, quando passei na li...

O telefone toca na hora que acabo de chegar em ca...

Depois de uma noite de pura sedução, vontade saci...

Amor... Hoje estou triste... Nesses dias a vida d...

O que seria da sensualidade se não houvesse algué...

Tua boca...sim... tua boca... O desejo tomou con...

Teu corpo claro e perfeito Teu corpo claro e per...

Vamos correrrendo para casa, e quando chegar cair...

How I wish How I wish you were here We're just tw...

Boa na cama...



Outubro 2006


Novembro 2006


Janeiro 2007


Fevereiro 2007


Abril 2008


 
Outros Prazeres
 
Labellaluna® Web
Labellaluna® Midis
Edit-Me
 
Prazeres Especiais
 









 
Últimos no prazer
 

 
TENDO PRAZER
 
Counter Statsmortgage loan
mortgage loan Counter
Tiveram Prazer
 
Layout por:
 
Layout Exclusivo © - Labellaluna® Web - 2006